Jorge Quintas Serrano visita Clube Naval Povoense e discute importância estratégica da atuação na frente marítima

Jorge Quintas Serrano, candidato à presidência do Município da Póvoa de Varzim, inaugurou o mês de Agosto com uma visita, no dia 1, quinta-feira, às instalações do Clube Naval Povoense (CNP), tendo debatido com os órgãos diretivos daquela associação a importância estratégica da atuação na frente marítimo do concelho.1077279_637421382948673_418172846_o

Com a companhia constante dos elementos que compõem a sua candidatura à Câmara Municipal, bem como de Delfim Brás, cabeça de lista à agregação de freguesias da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai, a comitiva teve a oportunidade de, tal como tem defendido, confirmar a importância fulcral do espaço, num contexto de investimento estratégico.

“O Clube Naval Povoense e as suas instalações do interior do porto da Póvoa de Varzim estão desconsideradas pela Autarquia. Sendo um equipamento que serve o País, transcende o concelho da Póvoa e implica diretamente também o Concelho de Vila do Conde e, neste contexto, urge atuar e concentrar atenções no espaço – o arranjo interior, da estrada até às instalações do CNP, deve ser considerado rapidamente! Já basta da tremenda asneira e aberração arquitectónica que foi construir a estação elevatória naquele exato local”, considerou Jorge Quintas Serrano.

Depois de destacar a consolidação da posição associativa do CNP como uma das mais prestigiadas e antigas coletividades do concelho e o reforço, ao longo da sua história, do papel que desempenha em áreas ligadas ao turismo, ao lazer e ao desporto, Jorge Quintas Serrano teceu críticas à inércia da autarquia no que respeita à lógica de organização do espaço do porto.

“A zona de lazer do porto deve estar integrada na cidade da Póvoa de Varzim! O Município voltou-lhe as costas neste passado recente. A atuação estratégica na frente marítima do concelho é uma das prioridades para o crescimento local e corresponde a uma fronteira de entrada no espaço Schengen. Não nos devemos esquecer que entrar no Porto da Póvoa significa entrar em Portugal e na Europa”, afirmou.

 Refira-se que ao longo desta última semana, a candidatura de Jorge Quintas Serrano desdobrou-se em contactos locais com as populações de Navais, São Pedro de Rates e Laúndos, tendo também, na quarta-feira, dia 31 de Julho, visitado a delegação da Póvoa de Varzim da Cruz Vermelha Portuguesa, bem como uma das suas valências, a Casa do Regaço.