Jorge Quintas Serrano destaca contributo das IPSS na criação de emprego no concelho

Jorge Quintas Serrano prosseguiu na tarde de ontem, quinta-feira, o roteiro de visitas a instituições de solidariedade social poveiras que tem levado a cabo durante o mês de maio, tendo destacado o importante contributo que as IPSS têm na criação de emprego no concelho.

464626_604488999575245_430946688_o

No decorrer dos encontros que manteve com os responsáveis do Centro Social e Paroquial de Aver-O-Mar, da Casa de Santa Maria da Estela e do Centro Paroquial e Social de Navais, o candidato à presidência do executivo camarário da Póvoa de Varzim recordou que, em conjunto, as IPSS locais são as maiores empregadoras do concelho, a seguir à Câmara Municipal.

Do conjunto de conclusões retiradas do contacto de proximidade que tem realizado junto das diversas instituições de solidariedade poveiras, o candidato à liderança do Município destaca que, apesar de um aumento global na procura de serviços associados à assistência a idosos, a crise económica tem motivado o registo de algumas vagas em creches e infantários, estando, no entanto, todas as IPSS disponíveis para que nenhuma criança fique sem apoio por falta de condições económicas.“Numa altura em que o flagelo do desemprego atinge cada vez mais poveiros, é  notável o papel que as IPSS do concelho desempenham na criação de postos de trabalho – em conjunto, são responsáveis por mais de 500 empregos!”, assinalou Jorge Quintas Serrano, sublinhando ainda que “os empregos que se criam nas IPSS são, por norma, estáveis e não desaparecem, ao contrário do que por vezes acontece, por exemplo, no caso das empresas multinacionais, que a qualquer momento podem optar pela deslocalização para outros países”.

Recorde-se que, nas próximas semanas, em data ainda a definir, a candidatura de Jorge Quintas Serrano à Câmara Municipal vai promover um encontro entre todas as instituições de solidariedade social do concelho, proporcionando-lhes a possibilidade de exporem diretamente as dificuldades que mais condicionam a sua atuação junto do ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares, e do diretor do Centro Distrital do Porto da Segurança Social, Manuel Sampaio Pimentel, que estarão presentes no evento.