Category Archives: Autárquicas

Jorge Quintas Serrano quer reforçar apoio à causa social e potenciar sinergias entre instituições

Jorge Quintas Serrano defendeu ontem, durante as visitas a quatro instituições de solidariedade social do concelho, a convicção de que os apoios à causa social devem ser reforçados e que a rede social poveira tem que percorrer o caminho da sinergia.940971_596845770339568_1290361185_n

Perante os órgãos diretivos do Centro Social Bonitos de Amorim, do Centro Social e Paroquial de Terroso, do Centro Social e Paroquial de Aguçadoura e da Associação de Solidariedade Social Argevadi, o candidato à liderança da Câmara Municipal apresentou os três princípios que norteiam a sua política social:

1.   As IPSS gerem sempre melhor que a administração pública – princípio da independência;

2.   As IPSS devem ser geridas como uma rede, potenciando sinergias e respeitando as especificidades de cada um (fazendo de ‘1 + 1 = 3’, e não apenas 2 – princípio da boa gestão;

3.   O Município deve reforçar o apoio às IPSS sempre que tal se demonstre necessário – princípio da discriminação positiva;

O candidato à presidência do executivo camarário esclareceu as instituições visitadas sobre a sua escala de prioridades, assegurando que a ação social é a primeira das suas preocupações.

“Temos neste momento no concelho da Póvoa focos de pobreza extrema e pessoas com fome e não admito que se gaste um cêntimo em qualquer obra pública, seja ela qual for, quando há pessoas com fome”, garantiu.

Às direções das instituições que visitou, Jorge Quintas Serrano adiantou ainda que vai dedicar todo o mês de Maio à ação social, revelando que a sua candidatura vai promover, no final do mês, um encontro entre todas as instituições de solidariedade social do concelho, num evento em que está já assegurada a presença do ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares, bem como do diretor do Centro Distrital do Porto da Segurança Social, Manuel Sampaio Pimentel.

“Estamos a documentarmo-nos sobre os principais problemas que afligem as nossas instituições e vamos, em conjunto com estas, expô-los ao Dr. Pedro Mota Soares e ao Dr. Manuel Sampaio Pimentel, procurando ajudar a encontrar as melhores soluções possíveis”, revelou Jorge Quintas Serrano.

Jorge Quintas Serrano destaca Casa Escola Agrícola Campo Verde como exemplo de intervenção social

Jorge Quintas Serrano quer que indemnizações aos agricultores poveiros contemplem os estragos causados pelas intempéries mais recentes

Jorge Quintas Serrano reuniu esta manhã com dirigentes da Horpozim (Associação dos Horticultores da Póvoa de Varzim), tendo tomado consciência da necessidade de agilizar os procedimentos indemnizatórios aos horticultores poveiros decorrentes dos temporais verificados em janeiro e, nomeadamente, das duas intempéries mais recentes.

Visita Horpozim 16 Março_1

Depois de, na companhia de Carlos Alberto Lino, presidente daquela associação, ter  testemunhado os mais recentes estragos que o mau tempo causou em algumas das estufas localizadas na freguesia de Amorim, o candidato à presidência da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim considerou que é urgente assegurar que os horticultores locais sejam indemnizados pelos prejuízos sofridos a 19 e 20 de janeiro, mas também pelos estragos que resultaram das últimas tempestades, ocorridas a 9 e 12 de março.

“Constatamos que existem vários casos de proprietários de estufas que foram afetadas em janeiro e que o voltaram a ser nesta última semana, pelo que faz todo o sentido que a verba que será atribuída aos nossos horticultores para compensar as perdas que sofreram devido aos temporais tenha em conta não só os estragos que se verificaram em janeiro, mas também os danos mais recentes”, afirmou.

Recorde-se que, a somar aos prejuízos que o mau tempo causou em janeiro em dezenas de estufas do concelho da Póvoa de Varzim, avaliados pela Horpozim em €5M, os horticultores locais contabilizam agora, devido aos recentes temporais, novos prejuízos, na ordem dos 450 mil euros. 

Jorge Quintas Serrano confirma com empresários poveiros a necessidade urgente de reter e atrair novos investimentos

Jorge Quintas Serrano reforçou na passada terça-feira, após reunir na Associação Empresarial da Póvoa de Varzim com um conjunto de empresários e comerciantes representativos da atividade económica do concelho, a convicção da necessidade urgente de reter e captar novos investimentos para a Póvoa de Varzim.

IMG_3858Depois de conhecer os números que espelham a realidade do desemprego no concelho, revelados pelo Diretor do Instituto do Emprego e Formação Profissional da Póvoa de Varzim, Álvaro Amorim, que esteve também presente na sessão, o candidato à presidência da Câmara Municipal mostrou-se convicto de que só um Município que demonstre uma atitude pró-ativa poderá proporcionar a atração e fixação de novas indústrias.

“Tomamos conhecimento de que entre os mais de 5000 inscritos no Centro de Emprego da Póvoa, 45% estão desempregados há mais de um ano, o que ilustra bem a falta de oferta de emprego no concelho e reforça a convicção daquilo que há muito sabemos – nenhum investimento virá ter connosco, teremos que ser nós a ir atrás dele! Precisamos de uma Câmara que não dificulte, que facilite, e que não afaste, mas que aproxime.”, afirma Jorge Quintas Serrano.

O candidato adiantou que está, em conjunto com a sua equipa e com um conjunto de atores económicos do concelho, a detalhar as suas propostas para desenvolver a economia local, deixando, desde já, uma certeza.

“O turismo, a pesca, a agricultura e o comércio local são áreas que se entrecruzam e cuja gestão integrada será certamente proveitosa”, refere, recordando que “o grande desafio que se avizinha para os próximos anos é precisamente o de gerir com eficácia os recursos disponíveis”.

Jorge Quintas Serrano atento aos problemas dos comerciantes da cidade

Jorge Quintas Serrano percorreu esta manhã a Rua da Junqueira, tendo contactado com diversos comerciantes da principal artéria comercial da cidade, com o objetivo de atualizar informações sobre os principais obstáculos ao negócio apontados pelos lojistas.

IMG_1038

Na companhia de vários membros que integram a sua candidatura, o candidato constatou que a falta de segurança e o estacionamento pago continuam, há já vários anos, no topo da lista das preocupações manifestadas quer pelos comerciantes, quer pelo presidente da ‘Associação Comércio Ao Ar Livre’ (ACAL), Luís Milhazes.

Em matéria de segurança, Jorge Quintas Serrano avançou aos comerciantes que vai voltar, já na próxima reunião de Câmara, agendada para segunda-feira, dia 18, a levantar a questão da instalação de pinos elevatórios nos acessos à Rua da Junqueira, retomando assim uma proposta do CDS que data de 2011.

“Não nos surpreende que os problemas e anseios que ouvimos hoje sejam os mesmos de há muito tempo. Para os resolver, há que sair dos gabinetes, estar perto das pessoas e ouvi-las. Queremos uma Câmara que desimpeça e não que impeça”, referiu Jorge Quintas Serrano.

O candidato à presidência da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim considera ainda como prioritária a abertura de uma passagem permanente do Cineteatro Garret à Avenida Mouzinho de Albuquerque e imprescindível ligação ao parque subterrâneo.

A visita de Jorge Quintas Serrano à Rua da Junqueira, artéria a que estão associados cerca de 600 postos de trabalho, inseriu-se num conjunto de iniciativas que o candidato à presidência da autarquia tem vindo a desenvolver no mês de fevereiro, com o intuito de diagnosticar os principais problemas que afetam o desenvolvimento económico do concelho.

Jorge Quintas Serrano regista preocupações da Associação Empresarial

Jorge Quintas Serrano, candidato à presidência da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, visitou, na passada quarta-feira, dia 13, a Associação Empresarial da Póvoa de Varzim (AEPVZ), tendo registado as principais preocupações com que esta entidade se está a debater.

IMG_0651

Acompanhado de diversos membros da sua candidatura, Jorge Quintas Serrano anotou a ambição e esforços promovidos pelo presidente da AEPVZ, José Gomes Alves, para que os parques industriais do concelho venham a consolidar a presença das universidades nas empresas.

A necessidade de uma grande articulação das atividades que visam acompanhar e promover o investimento no concelho foi também focada, pela AEPVZ, como um ponto fundamental para o desenvolvimento económico da Póvoa de Varzim.

Para aquela instituição, é ainda essencial articular a formação com a incubação de empresas, apontando como exemplo o potencial e a mais valia que significa a acreditação, pela Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT), da AEPVZ como entidade formadora, cuja bolsa é constituída por formadores munícipes da Póvoa de Varzim.

Por fim, José Gomes Alves deu nota a Jorge Quintas Serrano da apreensão da AEPVZ face aos danos evidentes que as portagens estão a provocar na afluência de turistas provenientes da Galiza.

Recordando tratar-se de uma instituição que conta com 120 anos de existência e cuja visão e experiência são um contributo fundamental para uma percepção clara e objetiva dos problemas que afetam as empresas poveiras, Jorge Quintas Serrano explicitou os propósitos do encontro com a AEPVZ.

“Estamos a auscultar os principais agentes responsáveis pelo acompanhamento do desenvolvimento económico do concelho tendo em vista a definição de um conjunto de medidas que iremos apresentar para potenciar a atração de investimento e, consequentemente, de postos de trabalho para a Póvoa de Varzim e para os poveiros”, afirmou o candidato popular.

Jorge Quintas Serrano recandidata-se pelo “Partido da Póvoa”

Jorge Quintas Serrano aceitou o repto da Comissão Política Concelhia do CDS local e anunciou, na passada sexta-feira, que vai recandidatar-se à presidência da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.

DSC_0570

No âmbito do jantar de Natal do CDS Póvoa, realizado na Estalagem de Santo André, o candidato centrista expressou que mais do que reunir o consenso dos votantes do CDS, quer contar também com o apoio de todos os poveiros que não se revêem nas candidaturas que o PSD e o PS apresentem.

“No CDS Póvoa deverão caber, muito para além das opções ideológicas, todos aqueles que sentem a responsabilidade de contribuir para o futuro da Póvoa! Aqui cabemos todos, recebemos bem e ouvimos melhor. E todos nunca seremos demais para concretizar uma estratégia de desenvolvimento clara e inequívoca para o Concelho, que coloque os Poveiros e a Póvoa à frente!”, afirmou Jorge Quintas Serrano.

Enquanto recordava que “em eleições autárquicas, ‘tomar partido’ significa decidir e escolher o futuro dos nossos filhos e da qualidade de vida que poderão ter na sua terra”, o candidato dos populares deixou indicações sobre o tipo de liderança que pretende implementar.

“O momento atual não é de aventuras nem de experiências. É de apostas certas, de lideranças e de pessoas capazes, de modelos novos, de boas práticas, de práticas claras e sobre as quais não restem dúvidas. E liderar não é impor, mas antes despertar nos outros a vontade de fazer!”, considerou.

Quanto ao projeto que irá apresentar para a Póvoa, Jorge Quintas Serrano desvendou algumas das linhas essenciais da sua recandidatura, tendo reafirmado a necessidade urgente de dinamizar ativos inexplorados.

“É necessário captar investimento e gerar oportunidades para um Concelho que não pode voltar a ser adiado. É preciso apoiar a economia local – o turismo, a pesca e o comércio. É preciso apoiar o associativismo e é fundamental apoiar a ação social de forma integrada. E é preciso captar jovens e direcionar políticas para que se cumpra esse objetivo”, defendeu.

Sobre o desfecho das próximas eleições autárquicas, o candidato do CDS ao executivo da Câmara Municipal partilhou as suas convicções com os mais de 100 apoiantes presentes.

“Rejeito a ideia da aparente sucessão e dessa inevitabilidade que se procura propagandear. Não a percebo, não a aceito e recuso-a frontalmente. Não há que ter receio da mudança. Estamos preparados. Somos cada vez mais, sabemos para onde queremos ir e somos capazes”, concluiu.