Category Archives: Autárquicas

Jorge Quintas Serrano apresenta medidas para um novo modelo de organização e promoção do Turismo

Jorge Quintas Serrano quer um novo modelo de organização e promoção para o turismo poveiro e propõe, entre outras medidas, a devolução dos tradicionais banhos quentes (talassoterapia) à Póvoa de Varzim, que vê como parte integrante da herança cultural turística e do passado das gentes da Póvoa. 

969512_599857620038383_914541321_n-1A recuperação desta tradição, que tem como objetivo devolver à cidade o seu passado emocional, passa pela deslocalização da atual academia de ténis, infraestrutura que, dada a sua proximidade do mar, reúne as condições ideais para dar lugar à instalação de uma unidade de talassoterapia.

“A instalação e exploração de uma unidade de talassoterapia moderna, eficaz e que integre as componentes lúdica e terapêutica é perfeitamente viável através de um consórcio que envolva a Câmara Municipal, a hotelaria e outros agentes locais”, assegura Jorge Quintas Serrano.

 O plano do candidato à Câmara Municipal para renovar e impulsionar a aposta no turismo contempla ainda a criação de uma bolsa organizada de arrendamento turístico das habitações sazonais, capaz de tornar a Póvoa numa espécie de grande hotel.

“Há na Póvoa um grande número de habitações sazonais, ou seja, segundas habitações. A criação de uma bolsa organizada de arrendamento turístico desses imóveis, disponível a todos os proprietários que a ela pretendam aderir, vai permitir-lhes colocar o seu imóvel em bolsa, rentabilizando o seu investimento e animando o turismo local. Esta medida vai potenciar a ocupação em épocas baixas e torna possível colocar esta oferta no mercado ao nível dos grandes operadores, o que, numa perspetiva individual não seria possível”, explica Jorge Quintas Serrano.

Para sustentar e complementar esta medida, o candidato defende a criação de um conjunto de serviços partilhados associados, tais como a receção e acompanhamento dos turistas que arrendam os imóveis (check-in), manutenção curativa e preventiva dos imóveis, serviços de lavandaria, limpeza diária, baby-sitting, entre outros. 

A interação municipal na procura de novos mercados será outro dos ativos que compõe o leque de propostas de Jorge Quintas Serrano para a revitalização do turismo poveiro. 

“O Município deve promover uma oferta integrada com as áreas limítrofes de reconhecido interesse turístico – há que tirar partido do facto de estarmos localizados precisamente no centro do triângulo Porto-Braga-Viana. Estamos próximos do aeroporto Francisco Sá Carneiro, próximos do Douro vinhateiro, da rota dos vinhos verdes e na rota dos Caminhos de Santiago, mas atualmente este ativo geográfico não é, de todo, explorado”, considera.

O leque de medidas que Jorge Quintas Serrano pretende implementar na Póvoa de Varzim assenta também na promoção de uma oferta estruturada voltada para o turismo religioso, onde a Igreja Românica de Rates, a Beata Alexandrina (Balasar) e a rota dos Caminhos de Santiago assume papel de destaque, bem como o reforço da perspetiva turística das cerimónias da Semana Santa e das Festas de São Pedro. 

Jorge Quintas Serrano anuncia 8 medidas para reformar setor das pescas poveiro

  • CRIAÇÃO DO GABINETE DE APOIO AO PESCADOR
  • SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE EMPRESAS LIGADAS AO MAR
  • CRIAÇÃO DE MARCA DE PEIXE FRESCO DA PÓVOA DE VARZIM
  • NOVO ESPAÇO PARA COMERCIALIZAÇÃO DO PEIXE DO QUINHÃO E 2ª VENDA
  • CRIAÇÃO DE UM CONSÓRCIO CAPAZ DE PARTICIPAR NA GESTÃO DO PORTO DE PESCA, ATUALMENTE A CARGO DA DOCAPESCA
  • ADEQUAR A CIRCULAÇÃO DE PESADOS PARA ASSEGURAR OS FLUXOS LOGÍSTICOS NECESSÁRIOS
  • RECUPERAÇÃO DOS VIVEIROS NATURAIS DO CONCELHO E PROMOVER A SUA CONCESSÃO OU CEDÊNCIA
  • GARANTIA DE CONDIÇÕES DE NAVEGABILIDADE NO PORTO DE PESCA

Jorge Quintas Serrano está determinado a promover uma reforma intensa no setor das pescas poveiro, para o qual anuncia 8 medidas que considera decisivas para revitalizar e desenvolver o potencial económico e turístico do concelho.Foto Jorge Quintas Serrano

Para o candidato à liderança do Município da Póvoa de Varzim a estratégia para dinamizar esta atividade económica do setor primário passa pela desburocratização e simplificação dos processos referentes às empresas ligadas ao mar, tendo mesmo programada a criação de um gabinete especializado no apoio ao pescador.

“Dada a importância desta atividade e o impacto que tem na economia de todo o concelho, vamos criar o ‘Gabinete de Apoio ao Pescador’, que irá, entre outros objetivos, ocupar-se com o reforço dos apoios aos empresários do setor para recorrerem a fundos comunitários”, explica Jorge Quintas Serrano.

As propostas apresentadas pelo candidato refletem também a preocupação de disponibilizar um novo espaço físico dotado das condições necessárias para que a comercialização do peixe fresco, do peixe do quinhão e de 2ª venda possa ser efectuada à luz de todos os preceitos legais.

“A Póvoa tem, de uma vez por todas, de saber capitalizar a mais-valia da disponibilização de peixe fresco em infraestruturas apropriadas e, se a isto aliarmos a pertinência da criação de uma marca própria de peixe fresco, estaremos, definitivamente, a dar os passos certos para lançar a marca ‘Póvoa de Varzim’ no contexto certo de uma das suas vocações naturais – o mar, as pescas e os pescadores”, explica. 

No que respeita à gestão do porto de pesca, atualmente a cargo da Docapesca, Jorge Quintas Serrano defende uma associação dos municípios da Póvoa de Varzim e Vila do Conde, bem como das associações do setor, com vista à criação de um consórcio capaz de participar ativamente na gestão do espaço, cujo bom funcionamento dependerá também da adoção de medidas, por parte da Câmara Municipal, capazes de assegurar os fluxos indispensáveis em matéria de transportes e logística.

A articulação entre o Município da Póvoa e as associações do setor, tendo em vista uma união de esforços no sentido de adquirir os meios que assegurem, de forma permanente, a navegabilidade do porto de pesca é também apontada por Jorge Quintas Serrano como uma medida indispensável à classe piscatória.

O conjunto de 8 medidas propostas pelo candidato à presidência da Câmara Municipal prevê ainda o estudo da recuperação dos viveiros naturais do concelho e a promoção da sua concessão ou cedência à exploração sob a forma de incubação.

Jorge Quintas Serrano visita Clube Naval Povoense e discute importância estratégica da atuação na frente marítima

Jorge Quintas Serrano, candidato à presidência do Município da Póvoa de Varzim, inaugurou o mês de Agosto com uma visita, no dia 1, quinta-feira, às instalações do Clube Naval Povoense (CNP), tendo debatido com os órgãos diretivos daquela associação a importância estratégica da atuação na frente marítimo do concelho.1077279_637421382948673_418172846_o

Com a companhia constante dos elementos que compõem a sua candidatura à Câmara Municipal, bem como de Delfim Brás, cabeça de lista à agregação de freguesias da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai, a comitiva teve a oportunidade de, tal como tem defendido, confirmar a importância fulcral do espaço, num contexto de investimento estratégico.

“O Clube Naval Povoense e as suas instalações do interior do porto da Póvoa de Varzim estão desconsideradas pela Autarquia. Sendo um equipamento que serve o País, transcende o concelho da Póvoa e implica diretamente também o Concelho de Vila do Conde e, neste contexto, urge atuar e concentrar atenções no espaço – o arranjo interior, da estrada até às instalações do CNP, deve ser considerado rapidamente! Já basta da tremenda asneira e aberração arquitectónica que foi construir a estação elevatória naquele exato local”, considerou Jorge Quintas Serrano.

Depois de destacar a consolidação da posição associativa do CNP como uma das mais prestigiadas e antigas coletividades do concelho e o reforço, ao longo da sua história, do papel que desempenha em áreas ligadas ao turismo, ao lazer e ao desporto, Jorge Quintas Serrano teceu críticas à inércia da autarquia no que respeita à lógica de organização do espaço do porto.

“A zona de lazer do porto deve estar integrada na cidade da Póvoa de Varzim! O Município voltou-lhe as costas neste passado recente. A atuação estratégica na frente marítima do concelho é uma das prioridades para o crescimento local e corresponde a uma fronteira de entrada no espaço Schengen. Não nos devemos esquecer que entrar no Porto da Póvoa significa entrar em Portugal e na Europa”, afirmou.

 Refira-se que ao longo desta última semana, a candidatura de Jorge Quintas Serrano desdobrou-se em contactos locais com as populações de Navais, São Pedro de Rates e Laúndos, tendo também, na quarta-feira, dia 31 de Julho, visitado a delegação da Póvoa de Varzim da Cruz Vermelha Portuguesa, bem como uma das suas valências, a Casa do Regaço.

Jorge Quintas Serrano destaca capacidades da lista independente que apoia à Junta de Freguesia de São Pedro de Rates para potenciar a agricultura na vila

Jorge Quintas Serrano destacou ontem em São Pedro de Rates, no decorrer de uma visita realizada à festa anual e à ‘XII Feira Agrícola’ da Casa Escola Agrícola Campo Verde (CEACV), as competências da lista independente candidata à presidência daquela Junta de Freguesia, liderada por António Carreira e apoiada pela sua candidatura à Câmara Municipal, para potenciar aquela que é a principal atividade económica da vila – a agricultura.

JQS - XII Feira Agrícola CEACV

Acompanhado por uma comitiva de vários elementos que integram o movimento ‘É AGORA!’, o candidato teceu rasgados elogios à equipa formada por António Carreira, que considera estar a afirmar-se como um “movimento abrangente cujo partido que representa é o de Rates”, tal como a sua candidatura à Câmara Municipal representa o “partido da Póvoa”.

 

“Trata-se de uma candidatura que provém dos Homens bons da freguesia e do reconhecido valor do seu trabalho, com particular destaque no setor primário. É um movimento de pessoas que não dependem do erário público e que não está contra ninguém, mas a favor de um projeto de desenvolvimento real da freguesia e que, centrado nesse objetivo, não se deixa intimidar por pressões de quem se sente incomodado pela apoio genuíno e crescente que este movimento tem recebido”, afirmou Jorge Quintas Serrano.

O candidato à liderança do Município poveiro elogiou ainda o modelo de formação implementado pela CEACV, por quem confessou nutrir um particular carinho e que vê como um exemplo de gestão ao nível da formação profissional.o, com particular destaque no setor primário. É um movimento de pessoas que não dependem do erário público e que não está contra ninguém, mas a favor de um projeto de desenvolvimento real da freguesia e que, centrado nesse objetivo, não se deixa intimidar por pressões de quem se sente incomodado pela apoio genuíno e crescente que este movimento tem recebido”, afirmou Jorge Quintas Serrano.

“É um centro de formação profissional que tenho como exemplo pois, além de considerar como elemento primordial a necessidade de apostar na formação em contexto real de trabalho, promove uma verdadeira agregação dos seus alunos e respetivas famílias à escola, dotando-os de uma formação que contempla não só valores intelectuais como também valores humanos e morais”, referiu Jorge Quintas Serrano. 

Refira-se que, no decorrer da última semana, a candidatura de Jorge Quintas Serrano promoveu diversas iniciativas de contacto de proximidade com as populações, tendo percorrido as principais artérias e estabelecimentos comerciais de Beiriz e Argivai.

Da agenda de atividades de pré-campanha da candidatura constou também, na passada quinta-feira, dia 25 de julho, uma visita ao Grupo Recreativo de Regufe.

No sábado, dia 27, além da visita à XII Feira Agrícola, realizada nas instalações da CEACV, em São Pedro de Rates, o movimento ‘É AGORA’ associou-se, em Amorim, às homenagens prestadas a título póstumo ao Comendador João dos Anjos Lopes e António Ferreira da Costa, pelos contributos de ambos àquela freguesia, tendo ainda presenciado, na Avenida dos Descobrimentos, na Póvoa de Varzim, a corrida ao pôr do sol organizada pelo Atlético da Póvoa, no âmbito da comemoração do seu primeiro aniversário, e visitado, no Largo do Passeio Alegre, a Exposição de Solidariedade, onde estiveram presentes dezenas de IPSS do concelho.

Hoje, Domingo, a candidatura de Jorge Quintas Serrano marcou presença, pela manhã, na freguesia da Estela, onde assistiu à inauguração solene do busto de D. Daniel Gomes Junqueira, 1º Bispo de Nova Lisboa (Huambo) – Angola, tendo também passado pela ‘Feirinha dos Produtos da Terra’, que decorre em Terroso.

À tarde, a equipa da candidatura de Jorge Quintas Serrano à Câmara Municipal da Póvoa de Varzim participou nas festas em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem, em Aguçadoura, tendo ainda assistido ao encerramento das atividades escolares promovida pel’A Filantrópica – Cooperativa de Cultura’, como tributo aos seus alunos e professores. 

Jorge Quintas Serrano define abertura da marginal para Aver-O-Mar como medida central para a freguesia

A abertura da marginal da Póvoa de Varzim para Aver-O-Mar é uma “medida central e fundamental para a freguesia”, defendeu na manhã de ontem Jorge Quintas Serrano, no decorrer da visita a Aver-O-Mar por parte de uma extensa comitiva formada por cerca de 40 elementos da equipa da sua candidatura à presidência do Município.

Visita a Aver-O-Mar - Manhã de Domingo_21 Julho

Sempre acompanhado de perto por Domingos Pinheira, cabeça de lista à agregação de freguesias de Aver-O-Mar, Amorim e Terroso e de Carlos Arteiro, representante de Aver-O-Mar nessa mesma lista, o candidato à Câmara Municipal esclareceu dezenas de averomarenses com quem contactou sobre as suas prioridades para a freguesia.

“Aver-O-Mar será uma das centralidades deste mandato. É fundamental que se abra a marginal, em modelo a estudar, podendo, por exemplo, esta operação ser realizada nos meses de inverno e durante os dias de semana. Esta medida é absolutamente fundamental para aproximar a freguesia e as pessoas, e mais do que qualquer condicionante técnica requer vontade política para o fazer e eu tenho-a, muito claramente”, afirmou Jorge Quintas Serrano.

Das conclusões retiradas do contacto direto com a população de Aver-O-Mar, o candidato revela a sua satisfação por ter constatado no terreno que “os averomarenses não embarcam nas difamações” sobre si “que alguns políticos têm lançado na freguesia a motivo do processo de construção do bar de Quião”.

“Registei, com agrado, que os averomarenses compreendem que a minha crítica não é ao bar de Quião em si, mas antes à manobra claramente eleitoralista que marcou o processo de acabamento e construção desta estrutura. Há quem tente passar a ideia de que por me opor a este processo estou contra Aver-O-Mar, mas sou, isso sim, a favor de uma gestão pautada pelo rigor e transparência na vida pública. A população de Aver-O-Mar deve ser tratada como parte integrante do concelho e não apenas lembrada a escassos meses das eleições autárquicas”, considerou. 

Refira-se que, em Aver-O-Mar, a comitiva da candidatura de Jorge Quintas Serrano começou por visitar o espaço onde se realiza a feira aos Domingos, tendo ainda, entre contactos diretos com a população e visitas a diversos estabelecimentos comerciais, percorrido a marginal da freguesia.

Jorge Quintas Serrano reforça nas ruas do concelho a convicção de que “os votos são de quem os dá e não de quem os recebe”

Após um fim de semana em que se desdobrou em contactos diretos com as populações da Póvoa de Varzim e de São Pedro de Rates, Jorge Quintas Serrano revela ter encontrado nas ruas do concelho uma “excelente receptividade por parte dos poveiros”, tendo reforçado a sua convicção de que “os votos são de quem os dá e não de quem os recebe”.

Para o candidato à presidência da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, aquelas iniciativas permitiram constatar no terreno que a capacidade de escrutínio e o sentido crítico dos poveiros estão bem apurados.

“Num sistema democrático os votos são de quem os dá – os eleitores – e não de quem os pretende receber – os candidatos! Há no nosso concelho quem não tenha este entendimento, mas preferimos registar as inúmeras mensagens de apoio de poveiros que fizeram questão de assumir a capacidade de fazer as suas escolhas e que confiam no nosso projeto e na nossa equipa”, refere Jorge Quintas Serrano.

O candidato à liderança do Município destaca ainda ter comprovado mais uma vez, aquando da presença no Festival de Folclore, que se realizou no último sábado no centro histórico de São Pedro de Rates, que não é verdade que a avaliação dos candidatos por parte dos eleitores das freguesias seja diferente da dos eleitores da cidade.

“Encontramos muitos munícipes que nos transmitiram o cansaço que sentem em relação aos vícios de quem está no poder há muito tempo. Nos 20 anos correspondentes a este ciclo político, o relacionamento com as freguesias deve medir-se com base nos investimentos. E quanto se investiu, per capita, na cidade e nas freguesias? É inconcebível que os presidentes das Juntas de Freguesia tenham de andar de mão estendida, a pedir insistentemente à autarquia que atenda as suas necessidades mais urgentes. É por isso que alguns têm a sensação de que têm tudo controlado nas freguesias…”, afirmou Jorge Quintas Serrano. 

Refira-se que, além dos contactos de proximidade com as populações da Póvoa de Varzim e de São Pedro de Rates, realizados no último fim de semana, a equipa da candidatura de Jorge Quintas Serrano visitou ainda “A Filantrópica – Cooperativa de Cultura”, no sábado à tarde, tendo também marcado presença na Igreja Românica de Rates, onde assistiu ao concerto do ‘Quarteto Verazin’, no âmbito do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim. 

Apoio às famílias carenciadas e às gerações mais jovens são as prioridades de Miguel Ribeiro para a Estela

Miguel Ribeiro, o candidato que encabeça a lista do CDS/Póvoa à Junta de Freguesia da Estela nas próximas eleições autárquicas, elege a implementação de uma política de apoio às famílias mais carenciadas e a criação de estruturas que permitam dinamizar o dia a dia das gerações mais jovens como as prioridades do trabalho que pretende executar naquela freguesia.

993326_625818087442336_842057067_n

Depois de, na companhia de uma comitiva liderada por Odete Costa e vários outros elementos que integram a candidatura de Jorge Quintas Serrano à Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, ter assistido ontem, Domingo, à procissão em honra de São Tomé e da Nossa Senhora do Alívio, o candidato detalhou algumas das principais linhas do programa que vai propor aos estelenses, não deixando de sublinhar que “nos últimos 4 anos, o investimento da Câmara Municipal na Estela estagnou por completo”.

“Não pouparemos esforços para combater a muita pobreza escondida e falta de condições básicas de habitabilidade que sabemos que existem na Estela, nomeadamente na zona do Teso, e estamos determinados a reunir os apoios necessários que permitam viabilizar um espaço destinado a acolher, durante o dia, as muitas crianças e jovens da freguesia que não têm onde ocupar o seu tempo”, afirmou Miguel Ribeiro, que considerou ainda ser “inaceitável que a Estela não tenha, ainda, uma única creche ou parque infantil”.

Caso seja eleito o próximo presidente da Junta de Freguesia da Estela, o candidato adiantou ainda que solucionará, no tempo do seu primeiro mandato, algumas das que considera serem das mais graves lacunas da freguesia.

“Faremos um levantamento, caso a caso, de todas as pessoas que passam por sérias dificuldades económicas, de forma a garantir que sejam as primeiras a receber os apoios que lhes permitam viver com dignidade e vamos dedicar especial atenção aos casos de idosos que vivem sozinhos, para assegurar que são devidamente acompanhados, quer em matéria de saúde, quer em matéria de segurança”, acrescentou. 

A finalizar, Miguel Ribeiro desvendou ainda algumas medidas que irá implementar, com vista a melhorar a qualidade de vida dos estelenses e a aproximar e facilitar o contacto com a Junta de Freguesia.

“Vamos manter a Junta de Freguesia aberta todos os dias e criar o primeiro posto dos correios na Estela! São medidas simples mas que consideramos urgentes, pois vão facilitar em muito o dia a dia de todos os que aqui residem”, considerou.

Jorge Quintas Serrano quer IPSS “de cabeça erguida e não de mão estendida”

Jorge Quintas Serrano concluiu ontem, quinta-feira, mais uma jornada de contacto de proximidade com as instituições de solidariedade social do concelho, tendo defendido, junto das direções do Instituto Maria da Paz Varzim, d’A Beneficente’ e do MAPADI que “a política de apoio às IPSS deve garantir que estas possam estar de cabeça erguida e não de mão estendida”.

964025_607750225915789_4339598_o

O candidato à presidência do município da Póvoa de Varzim sublinhou a ambição de inaugurar um novo rumo na relação entre a Câmara Municipal e a rede de IPSS locais, que passa pela realização de uma avaliação constante às suas necessidades mais prementes, de forma a assegurar, no devido tempo, o devido apoio às instituições que mais precisam de ser ajudadas.

“O apoio às IPSS não pode ser prestado na medida e no tempo que mais convém à Câmara Municipal, mas antes na medida e no tempo em que as crianças, idosos e famílias carenciadas precisam, efetivamente, de ser ajudadas. A missão das IPSS é uma prioridade social e não têm que ser estas a estender a mão ao poder político pedindo ajuda, mas antes o poder político a estender a mão às IPSS, ajudando-as sempre que tal é necessário”, afirmou Jorge Quintas Serrano.

O candidato acrescentou ainda ter a convicção de que as IPSS do concelho devem seguir, o mais possível, a via da especialização, evitando trabalhar áreas e valências que não correspondem à sua vocação de origem, de forma a garantir que, em conjunto, possam construir uma rede social mais eficaz.

“Queremos ajudar as IPSS a alcançar modelos de gestão dos seus meios e recursos capazes de gerar um sentido de entreajuda entre as diferentes instituições. Há que acabar com um modelo que apenas incita a um campeonato de IPSS, onde todos querem fazer tudo, modelo esse que é potenciado pelo próprio poder político”, defendeu.

Para concluir o ciclo de visitas a instituições de solidariedade do concelho, realizado ao longo do mês de maio, a candidatura de Jorge Quintas Serrano vai promover, no dia 21 de junho, às 21h00, em local a definir, um encontro entre todas as IPSS poveiras, num evento que contará com as presenças de Luís Pedro Mota Soares, Vice-presidente do CDS e Ministro da Solidariedade e Segurança Social, e de Manuel Sampaio Pimentel, Diretor do Centro Distrital do Porto da Segurança Social.

No mês de junho, o foco da candidatura de Jorge Quintas Serrano vai voltar-se para a cultura, desporto e associativismo.

Jorge Quintas Serrano destaca contributo das IPSS na criação de emprego no concelho

Jorge Quintas Serrano quer erradicar casos de fome e pobreza extrema no concelho

Jorge Quintas Serrano elege a erradicação dos casos de fome e pobreza extrema no concelho da Póvoa de Varzim como a mais urgente e prioritária das medidas que irá tomar, caso vença as próximas eleições autárquicas.

922564_601518796538932_20462354_o

Concluída mais uma jornada de visitas a instituições de solidariedade poveiras, que teve início na passada quinta-feira, com passagens pelo Centro Social da Paróquia de Beiriz, Instituto Madre Matilde, Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Varzim e pelo Centro Social e de Bem Estar de São Pedro de Rates e que culminou hoje, sábado, na Nação Solidária – Cooperativa de Solidariedade Social, em Argivai, o candidato à presidência do Município sublinhou a necessidade de definir uma linha de ação para solucionar os casos mais prementes.

“São várias as instituições de solidariedade social do concelho que relatam casos de pessoas que, apesar da comparticipação da Segurança Social, estão a sentir enormes dificuldades para pagar as mensalidades das suas crianças e idosos. O agravamento da crise social é cada vez mais notório e é imperial ajudar a dar resposta a este tipo de situações”, considerou Jorge Quintas Serrano.

Ao presenciar a realidade das instituições visitadas, o candidato à liderança do executivo da Câmara Municipal reforçou a convicção de há que reforçar os apoios junto daqueles que mais deles precisam e que a coesão social passa por uma verdadeira atuação em rede.

“É quem tem a rede e quem conhece o terreno com proximidade que toma as melhores decisões de gestão e as instituições de solidariedade fazem-no melhor do que qualquer outra entidade pública. Cabe ao executivo da Câmara reforçar os apoios junto de quem mais precisa de ser apoiado e entender que não se pode gerir como igual aquilo que é diferente”, observou Jorge Quintas Serrano.